Início > Uncategorized > Sobre o clima eleitoral

Sobre o clima eleitoral

Ando profundamente decepcionado. Por conta da política, dos projetos e do entendimento que tenho sobre o futuro. Não é de resultados eleitorais propriamente que estou falando, é de decepção com tanta gente que conheço e que depois de muitos anos vejo nelas aflorar valores que nunca havia percebido. Valores, ao meu modesto ver, ruins. Ruins para o ser humano, não para a política.
Tenho amigos tucanos há muito tempo, outros tantos petistas como eu, além da grande maioria que prefere não se definir, escolhe a cada eleição ou a cada época que lado seguir. Deixo claro que meu respeito e amizade por essas pessoas nunca mudou em razão dessas suas preferências, afinal, viva a democracia e as liberdades, todas elas.
Mas parece que agora um outro gigante adormecido resolveu acordar e dar as caras. Aquele, do ano passado, mostrou que o modelo político eleitoral do Brasil está podre, que é preciso mudá-lo porque uma grande parte da população já não consegue mais se ver representada pelos que aí estão. O do ano passado acordou e trouxe uma boa mensagem, o de agora acordou mal humorado pra cacete e, como todo mal humorado, aproveita o surto pra deixar aflorar todos seus rancores e preconceitos.
Só pode ser o surto do mal humor. Em sã consciência alguém pode mesmo acreditar que esse ódio frente ao PT é algo espontâneo. Que todos nós petistas somos bandidos e quadrilheiros, que o Brasil nunca esteve pior e que inventamos a corrupção? É sério? Você para, raciocina e conclui sobriamente que somos tudo isso? Acredita mesmo que as famílias que recebem bolsa família são as responsáveis pelos votos no PT? Sugiro que conheça um pouco mais a respeito, aliás, sugiro que conheça um pouco mais sobre a vida, sobre as durezas da miséria, antes de brincar com a maior das desgraças que uma população pode sofrer, a fome. Destila ódio contra a população nordestina por acreditar serem eles os responsáveis pelo sucesso do PT? Esclareço que Minas Gerais, por exemplo, não está localizado no Nordeste brasileiro e que foi lá, justamente lá onde a população mais conhece Aécio, é que o PT obteve uma de suas maiores vitórias. Sobre isso, também é bom dizer que não há na história do mundo episódio em que conclusões precipitadas como essa tenham levado a algo diferente da proliferação do ódio e do preconceito.
Tenho muitas e muitas críticas aos governos do PT. Em parte, relevo por entender que o modelo político eleitoral brasileiro nos impõe barreiras intransponíveis. De resto, faço a crítica e busco nas lutas com os movimentos com os quais me relaciono um caminho para que esses erros sejam corrigidos. E é evidente que também não estou contente e satisfeito com tudo o que está por aí. Mas tenho consciência do que significará para o Brasil a volta de um governo com a política econômica defendida por Aécio.
Sei que muita gente confunde o fato de o governo Lula não ter mexido na moeda brasileira, com supostamente não ter mudado a política econômica do país. Confusão natural em um país que estava acostumado a mudar de moeda a cada vez que mudava de governo. Mas o modelo econômico defendido publicamente pelo eventual ministro da Fazenda de Aécio, Armínio Fraga, é um ataque inaceitável as conquistas dos últimos anos. Pra que aquele modelo funcione, precisam desaquecer a economia e não há outras fórmulas novas pra isso, senão as já conhecidas: aumento de juros, restrição de crédito para segurar o consumo, arrocho salarial com a mesma finalidade, etc. O resultado é desemprego e aí, com uma diminuição expressiva do consumo, é óbvio que a inflação cai, é a lei da oferta e procura. Mas a que preço? Um preço que por certo não atinge os mais ricos, mas que pega em cheio os mais pobres num primeiro momento e em seguida a classe média.
A política econômica dos governos petistas foi exatamente oposta a essa. Criou-se um imenso mercado consumidor a partir da instituição de uma política de recuperação e aumento de salários, da oferta de crédito, de programas que geraram empregos diretos aos milhões, como o PAC e o Minha Casa Minha Vida e do próprio Bolsa Família, que não é uma esmola, como quem não conhece diz, mas que é uma ferramenta de resgate da dignidade (que aliás tirou o Brasil do vergonhoso mapa da fome, onde estava desde sempre) e que tem a importantíssima missão de incrementar a economia, sobretudo em localidades pequenas.
Mas se você não concorda com nenhuma dessas virtudes das políticas dos governos do PT, tudo bem. Mantenho o respeito que tenho aos meus amigos, mesmo com pensamentos diferentes. Só não topo as postagens preconceituosas e sem fundamento como as que tenho visto.
E sobre a corrupção, quero deixar bem claro que a abomino tanto quanto muitos dos que vejo acusando o PT de ser uma quadrilha. Talvez mais que muitos desses, porque abomino e não pratico nenhum tipo de corrupção, nem das mais simples, como estacionar em local proibido, dar um troco pra conseguir alguma vantagem ou pedir um favorzinho pro amigo que trabalha na repartição pública pra que role aquela “forcinha”.
A cada vez que vejo alguma denúncia de corrupção onde haja um petista envolvido, lamento e sinto muito, mas torço pra que, sendo apurada e constatada a irregularidade, o corrupto pague pelo que fez.
E continuo com a cabeça erguida e certo que das opções postas nestas eleições, não há outra melhor que a reeleição de Dilma. Isso pode até não acontecer, mas estarei em paz com minhas convicções, saberei que não me deixei guiar por oba oba algum, mas que li e entendi as propostas dos candidatos e fiz uma opção consciente sem faltar com o respeito aqueles que tiraram outras conclusões.
Hoje, tenho consciência que em determinados momentos a corda acaba arrebentando. Quando isso acontece, alguém sempre acaba tendo que pagar o preço. Não sou beneficiário do Bolsa Família, nem integro a lista de beneficiários de nenhum programa social, mas tenho amigos e conheço muita gente que sim. Se a corda tiver que arrebentar e alguém tiver que pagar o preço, que não sejam os mais pobres, que não sejam os mais vulneráveis.
Abraços e me desculpem o desabafo.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Reinaldo Domingues da Costa
    11/10/2014 às 9:21

    Republicou isso em Donalrei.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: