Arquivo

Posts Tagged ‘Luta’

Viva a luta que se renova!

 

 

É absolutamente imprevisível o rumo que as manifestações que tomam as ruas de várias cidades do país seguirá, certo, no entanto, é que um ciclo histórico está prestes a se iniciar em nossa política.

Situações como a que vivemos agora tem significados diferentes pra cada um que vive esses momentos. Lembro perfeitamente do que diziam em 1992, no Fora Collor. Ali também havia todo tipo de gente nas manifestações, os da paz, os organizados, os espontâneos e uma minoria que não sabia bem o que estava fazendo ali. Essa minoria muitas vezes não sabe bem porque entrou, mas muitas vezes amadurece no meio do processo. Do Fora Collor, saiu uma geração que nunca mais parou de lutar, na qual tenho muito orgulho de me incluir. Que esses novos movimentos produzam igualmente uma nova geração de luta, que não se contente, que não se acomode e que não se deixe enganar.

Não tenho a pretensão de teorizar profundamente a esse respeito neste modesto espaço, só estou mesmo “pensando alto”. Retorno a 1992 e concluo que há uma imensa diferença daquele movimento pro de agora, pra ilustrar destaco que ali havia mesmo uma massa querendo encerrar um governo, agora, a grande revolta não é contra um governo, mas contra uma série de situações limite, que precisam ser tratadas por vários governos, ou seja, não se trata de tirar um e colocar outro, mas de se propor mesmo uma mudança de conceitos e de comportamento. Por exemplo, São Paulo baixar o valor da tarifa não vai resolver o problema do Rio, de BH ou de Sorocaba. Mudar a relação desses governos com as empresas de transporte, sim. Assim como discutir seriamente uma mudança de paradigmas no transporte público. Numa sociedade que está tendo uma condição muito melhor de consumo, como é o caso do Brasil nos últimos dez anos, as demandas mudam, os padrões mudam, as pessoas ficam corretamente mais exigentes frente a prestação de serviços públicos, não só quanto ao acesso e a quantidade, mas, sobretudo, quanto a qualidade, é o caso claro dos gritos em favor de melhores condições de transporte, saúde, segurança e educação. Pode ter certeza, quando as manifestações não forem mais por conta da tarifa, serão por esses outros três motivos.

Enfim, viva a vida que se renova. Viva a luta de quem não se acomoda!

Mulheres em movimento na vida política

Paula Cervelin Grassi*

 

Mês de Março é mês do Dia Internacional das Mulheres, data para celebrar as iniciativas e conquistas além de intensificar a defesa e afirmação pelos direitos das mulheres em todo o mundo. Data para ecoar ainda mais alto que é necessário extrapolar as relações desiguais rumo à liberdade, à autonomia, à justiça e à paz.

E ao celebrar a data simbólica, aprofundamos diversas reivindicações das mulheres e da luta anticapitalista contra as diversas formas de dominação e opressão, como a representatividade feminina na vida política. Seja em movimentos sociais, seja em partidos políticos ou nos poderes executivo, legislativo e judiciário, a ocupação das mulheres nos espaços da cena política vem ganhando cada vez mais atenção. A participação direta nos espaços de poder cresceu, à medida que a pressão pela paridade de gênero em diversas organizações da sociedade civil e o debate da divisão sexual do trabalho foram intensificados.

Leia mais…

%d blogueiros gostam disto: